sexta-feira, 8 de junho de 2007

Carlos Alberto - O Primeiro Galã da Rede Globo


Carlos Alberto é um ator brasileiro de cinema e televisão.

O ator, infelizmente, faleceu de câncer há um mês, aos 81 anos, mas só ontem a família comunicou o seu falecimento.

O gaúcho Carlos Alberto Soares, que começou a carreira no cinema, em 1952, ficou conhecido como galã de novelas, mas sempre foi definido pelos amigos como um homem discreto. Tanto que pediu à sua família que não divulgasse sua morte. Seu primeiro papel na televisão foi em "O desconhecido", em 1964, na TV Record de São Paulo. O sucesso, porém, veio dois anos depois, ao protagonizar sua primeira novela na iniciante TV Globo Canal 4, do Rio de Janeiro, "Eu compro essa mulher", ao lado da atriz Yoná Magalhães, com quem foi casado entre 1966 e 1971. Carlos Alberto e Yoná Magalhães formaram o primeiro par romântico da emissora e ainda repetiram a dobradinha em "A sombra de Rebeca" (1967) e "O homem proibido" (1968). Nesse mesmo ano, ele fez "Passos dos ventos", mas dessa vez ao lado de Glória Menezes. A dobradinha não deu certo. Então, a emissora resolveu reatar o casal Carlos e Yoná naquela que seria a primeira novela do escritor Dias Gomes na TV, ainda assinando como Stela Calderón, "A ponte dos suspiros" (1969). Essa novela marcou, também, a última atuação da dupla juntos na Rede Globo.

Em 1970, mudaram-se para a TV Tupi de São Paulo, onde protagonizaram sua primeira novela contemporânea: "Simplesmente Maria". Com o fim do casamento, ele continua na Tupi e Yoná voltou para a Globo para fazer "Uma rosa, com amor".

Carlos Alberto fez ainda na TV Tupi a novela Na Idade do Lobo, com Bete Mendes, em 1972. Em 1975, volta à Globo para viver o maestro Clóvis di Lorenzo em Bravo!, novela de Janete Clair. Depois de um pausa de alguns anos, participa de várias telenovelas na Rede Manchete: Dona Beija, Novo Amor, Tudo ou Nada, Kananga do Japão, Tocaia Grande, Xica da Silva e Mandacaru. Em 2001, participa da minissérie Os Maias na Rede Globo. Foi Carlos Alberto o maior responsável pela carreira brilhante de Rubens de Falco.



2 comentários:

Cida disse...

foi um senhor galã! boniiiiiito... parecia até aqueles atores italianos de fazer cair a cara toda no chão!

Senna carioca disse...

Talvez por isso tenha feito tanto sucesso.